sábado, 15 de agosto de 2009

Novos rumos

Meu próximo projeto é acreditar mais em mim. Nas minhas ideias, nos meus pensamentos, no meu modo de ser e viver. Não quero ser intransigente não, longe disso. O que quero é acreditar.
Difícil acreditar quando você pensa que não é tão capaz, quando não coloca em prática tudo aquilo de melhor que existe em você, que muitas vezes fica escondido, guardado no fundo do baú. Quando você enumera um monte de empecilhos que não existem, quando você culpa o outro pela sua falta de atitude.
Triste saber que muita gente não evolui nem sai do lugar por causa disso. Falta de auto-estima, falta de atitude, falta de crer. Essa semana minha mãe me disse que um famoso ditado deveria ser usado ao contrário: em vez de ver pra crer é preciso crer pra ver. E pense faz todo o sentido. Primeiro é preciso crer pra depois ver. E assim surgem grandes transformações, mudanças de vida, novos rumos.
E que todos tenhamos essa coragem para acreditar!

4 comentários:

Fiorio disse...

... sem padrões mentais viciados!

Amém!

Gaúcho no mundo disse...

Se todos tivessemos o mesmo objetivo de crer num mundo melhor, quem sabe não teríamos uma surpresa ao abrir os olhos?

Revisora do P... disse...

Sumida!!!!

Revisora do P... disse...

Eu sempre preciso acreditar na minha intuição e perceber o que estou sentindo sobre o assunto. Quando teimo em não acreditar nela, percebo que deveria ter acreditado. às vezes é difícil parar e ver o melhor de maneira clara, sem contradições, mas a gente consegue é só parar e ouvir a si mesmo.