segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Somos todas mulheres

Improváveis, impossíveis, às vezes insensatas.
De chapinha, de cabelo encaracolado, cabelo liso, cabelo crespo.
Altas, magras, baixas, gordas, não necessariamente nessas combinações
Somos todas sensíveis
Calorosas, ciumentas, às vezes invejosas
Podemos rir ou chorar com a maior facilidade
Temos pés, mãos, braços, olhos, mas mais que tudo temos coração.
Podemos ficar mais bonitas ou feias em questão de minutos, dependendo do nosso humor quando acordamos e nos olhamos no fiel espelho.
Entre tantas mulheres que conheço, me reconheço em muitas delas.
Em seus olhares, seus desejos, sonhos, frustrações, vontades.
Sou alta, magra, diria que "quase loura", sensível, tentando e querendo no gerúndio ser mais prática, objetiva, menos indecisa... rs ... sou mulher como tantas outras.
Sou diferente e parecida ao mesmo tempo com você minha amiga, minha vizinha, minha mãe, aquela mulher que está na esquina atravessando a rua ou a que está do outro lado do mundo.
Somos todas mulheres.

Um comentário:

Revisora do p... disse...

Somos todas mulheres sempre procurando encontrar, aprender, e o melhor, passar isso pra frente.